A Imortalidade da BÝblia Ú Diferente da Imortalidade da Cristandade

 

Isto não pode ser tão evidente como no seguinte questionário e respostas sobre o que a Bíblia ensina acerca da imortalidade:

1. A quem é que a Bíblia aplica o termo de "imortal"?

R. A Deus "...Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus" (1 Timóteo 1:17).

2. Não consente a Bíblia que o homem seja imortal também?

R. Não; diz que só Deus é imortal, "Aquele que tem, ele só, a imortalidade e habita na luz inacessível, a quem nenhum dos homens viu nem pode ver" (1 Timóteo 6:16).

3. Nunca aplica o termo de "imortal" ao homem?

R. Nunca, antes pelo contrário, fala do homem como mortal, (Jó 4:19-21).

4. Está o homem então permanentemente separado da imortalidade?

R. Não, mas é um estado que tem que procurar para poder obter, "...a vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, e honra e incorrupção" (Romanos 2:7).

5. É então, a doutrina da imortalidade ensinada pelos filósofos gregos: Socrates, Plato e outros uma doutrina errada?

R. Tem de ser, "...Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho", na sua própria pessoa pela ressurreição (2 Timóteo 1:10).

6. Não teria sido a mesma, a doutrina dos filósofos e a doutrina de Cristo se bem que ensinada em tempos diferentes? R. Não são iguais, aliás, são diferentes em todos os pontos.Os filósofos assim como os Saduceus (Lucas 20:27) negavam a ressurreição, Paulo diz que a "sabedoria" dos filósofos é "loucura" diante de Deus (1 Coríntios 3:19-20); foi o que levou os Coríntios a negarem a ressurreição (1 Coríntios 15); Paolo diz aos crentes: "tende cuidado" com "filosofias" às quais se refere de "vãs subtilezas" (Colossenses 2:8); "clamores vãos" e "falsamente chamada ciência" (1 Timóteo 6:20).

7. Então onde é que a doutrina de Cristo difere da doutrina dos filósofos?

R. Cristo ensina que o homem não tem imortalidade em si mesmo (João 6:53); que são mortais - homens nos quais a morte vive e trabalha como lei no seu "ser" devido ao pecado (Romanos 5:12; 7:24; 2 Coríntios 1:9); e que só aqueles que acreditam e obedecem nele é que receberão imortalidade (João 8:12,24; 10:27,28).

8. Pode-se expressar com menos palavras e em termos Bíblicos?

R. Sim, "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 6:23).

9. É então a imortalidade recebida no estado presente de existência?

R. Não, será conferida à volta de Cristo: "E quando o Filho do homem vier em sua glória,...mas os justos (irão) para a vida eterna" (Mateus 25:31,46); "...ante a última trombeta, ...isto, que é corruptível, se revista da incorruptibilidade" (1 Coríntios 15:52,53); "E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida..." (João 5:29); "Mas os que foram havidos por dignos...já não podem mais morrer..." (Lucas 20:35,36).

10. O que é feito dele entretanto?

R. Se morrerem, "...dormem no pó da terra..." (Daniel 12:2); são "os que morreram em Cristo..." (1 Tessalonicenses 4:16).

11. Quer então dizer que não há consciência no estado mortal?

R. Sim! A Bíblia explicitamente o declara: "Porque na morte não há lembrança de ti..." (Salmos 6:5); "...mas os mortos nâo sabem coisa nenhuma" (Eclesiastes 9:5).

12. O que acontece aos injustos?

R. Também dormem no pó, mas na ressurreição, ressuscitarão para a condenação (João 5:29).

13. Há então ressurreição para os injustos também?

R. Sim, "...que há-de haver ressurreição dos mortos, assim dos justos como dos injustos" (Actos 24:15).

14. Qual é a diferença entre eles nesse caso?

R. Há uma grande diferença: "...todos devemos comparecer perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal" (2 Coríntios 5:10). Enquanto que os justos entrarão num estado de imortalidade, os injustos sofrerão "...a indignação e a ira,...tribulação e angústia..." (Romanos 2:8,9); e desaparecerão finalmente na corrupção da "segunda morte" - ou morte pela segunda vez, (Gálatas 6:8; 2 Pedro 2:12; Apocalipse 21:8). "Os justos herdarão a terra e habitarão nela para sempre...quanto aos transgressores, serão à uma destruídos, e as relíquias dos ímpios todas perecerão" (Salmos 37:29-38; 2 Tessalonicenses 1:8).

15. Não há nem uma única referência na Bíblia, que declara que o homem não morrerá?

R. Sim, há uma: "...certamente, não morrereis" (Génesis 3:4); mas o autôr do dito era a serpente, que mentia (2 Coríntios 11:3).