A FÉ CRISTADELFIANA

{short description of image}

Os Cristadelfianos são uma comunidade mundial de estudantes Bíblicos cuja irmandade tem base na compreensão partilhada das Escrituras.

Somos um grupo laico, sem corpo governante mundial que nos diga em que crer ou como devemos nos comportar. O que nos une são as nossas crenças únicas no mundo, convicções às quais que cada membro chega de maneira livre e independente.

Nós Cristadelfianos cremos que Jesus, o Cristo é Filho de Deus, e que veio cumprir os grandes pactos do Antigo Testamento entre Deus e a humanidade, principalmente os pactos com Eva, Abraão e Davi.

Cremos que Jesus é um homem, que foi tentado e provado da mesma maneira que todos nós, resistindo a tentação até à morte. Três dias depois, o único Deus verdadeiro, o Pai o ressuscitou para a vida eterna, para que depois ascendesse à direita do Pai e esperar o dia assinalado para o seu regresso.

Nós os Cristadelfianos nos abrigamos na esperança de ressurreição para a vida eterna quando Cristo voltar. Também cremos que isto acontecerá dentro de muito em breve. Nesse dia, o Reino de Deus será estabelecido em Jerusalém, crescendo até incluir o mundo inteiro, oferecendo liberdade, esperança e salvação a todo o mundo. O povo judeu, como descendentes literais do patriarca Abraão, terá um lugar especial nesse reino.

Nós os Cristadelfianos cremos que a Salvação se obtém a partir da fé em Cristo. Por fé nos baptizamos em Cristo para perdão de pecados, e através desse baptismo podemos participar nas promessas feitas a Abraão: de herdar a terra para sempre.

No que diz respeito a doutrinas, nós os Cristadelfianos somos únicos no mundo Cristão devido à nossa compreensão da natureza de Cristo, e à forma em que somos redimidos através da sua morte. Rejeitamos a ideia que Cristo tenha morrido em nosso lugar. É pelo seu sacrifício que alcançamos o perdão de pecados, mas só se caminharmos pela vereda de abnegação que ele traçou.

Se quiser saber mais acerca do que crêem e pregam os Cristadelfianos, mande-os uma menssagem para este endereço, e com gosto lhe responderemos, ou mandaremos mais informação sobre qualquer tema.

{short description of image}

Os Cristadelfianos - Uma Comunidade Mundial

Os Cristadelfianos formaram-se nos meados do século XIX no noroeste dos Estados Unidos. Desde essa altura nos temos alargado por todo o mundo, com grupos fortes nos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Australia. E muitos mais grupos mais pequenos por todo o mundo. No mundo latino temos congregações na Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Panamá, Colombia, Espanha, Moçambique, Brasil e Portugal. Se quiser informação a respeito do grupo mais próximo de si , mande-nos uma mensagem por correio electrónico.

Voltar ao lugar onde estava.


Uma Comunidade de Estudantes Bíblicos

Nós os Cristadelfianos cremos que os 66 livros da Bíblia são inspirados por Deus, e são a fonte completa e suficiente para o conhecimento que leva à salvação. Não cremos que nenhum Cristadelfiano, no presente ou passado, tenha recebido alguma revelação especial. Cremos que só pela leitura persistente das Escrituras e a fervente oração é que se pode chegar a uma compreensão verdadeira do propósito de Deus no mundo e em nossas vidas.

Voltar ao lugar onde estava


Como Estamos Organizados

Nós os Cristadelfianos não temos nenhum corpo governante a nível mundial. O nível mais alto da organização é a igreja particular, cuja liderança está composta por um grupo flutuante dos membros mais experientes. A pesar de estar em grupos muito pequenos na maior parte do mundo, nossas crenças únicas nos mantêm vivos e em expansão. Para manter a comunicação entre as igrejas viajamos muito para visitar ou exortar, e levamos a cabo Escolas Bíblicas e Dias de Fraternização com muita frequência, convidando para tais eventos, irmãos e amigos de todas as partes.

Voltar ao lugar onde estava


Os Pactos de Deus

Cremos que só se pode compreender Cristo e a sua missão à luz de um claro entendimento dos pactos que veio cumprir. Cumpriu a promessa feita a Eva, que a sua semente esmagaria a serpente (Gen. 3:15). Cumpre também o pacto de Deus com Abraão, que em sua semente seriam benditas todas as nações do mundo (Gen. 22:18, Gál. 3:16). E cumprirá o pacto de Deus com David, que um dos seus descendentes reinaria desde Jerusalém para sempre. Estas pessoas de fé sempre entenderam que o Cristo seria um de seus descendentes. Dizer que Jesus nasceu mais que um homem, ou que existiu no céu antes de Eva, Abraão e Davi é rejeitar as muito claras promessas de Deus aos patriarcas.

Voltar ao lugar onde estava


Jesus é Homem, NÃO Deus!

Nós os Cristadelfianos cremos que a Bíblia muito claramente apresenta que Jesus é um homem como nós. O Filho de Deus, não Deus mesmo. A vasta maioria do mundo "Cristão" actual baseia toda a sua fé na ideia que Jesus é Deus. Isto é falso, pelas seguintes razões, e muito mais: · Deus é um. Pode só haver um verdadeiro Deus. É inegável que Jesus fazia referência a Deus como pessoa à parte. Dizer que ambos são Deus é entrar num território verdadeiramente perigoso: todos sabemos a sentença Bíblica para a multiplicação de Deuses. E dizer que Jesus é Deus, por muitas voltas que se dê, é politeísmo. · A mortalidade e a imortalidade são características absolutas. Não se pode ser as duas coisas. Deus é imortal, e não pode morrer. Jesus morreu. Se se brinca com isto, prejudica todas a veracidade das Escrituras. · Jesus sempre se mostra como sujeito a Deus: em poder, sabedoria e na própria vida. Dizer que são iguais simplesmente não é Biblicamente possível. Brevemente estará literatura disponível sobre este tema....

Voltar ao lugar onde estava


O Deus da Bíblia

Nós os Cristadelfianos cremos que Deus da Bíblia é um, o Pai (1 Cor. 8:6). Deus é único no universo, e ele forma a luz e as trevas, que faz a paz e a adversidade (Isa. 45:5-7). Rejeitamos a ideia que o "diabo" seja um anjo que se tenha rebelado contra Deus na sua presença, ante o seu trono. (...faça-se a tua vontade na terra, assim como no céu... Mt. 6) e que agora luta com Deus pelo controlo do mundo. Da mesma forma rejeitamos que a ideia dum Deus de personalidades múltiplas e independentes( a trindade). Este ensino não se pode encontrar na Bíblia, somente torcendo passagens que falam de outras coisas.

Voltar ao lugar onde estava.


A Esperança da Ressurreição

Cremos que as promessas feitas a Abraão marcam a nossa fé. A Abraão e a seus descendentes lhes foi prometida a terra por herança (Gen. 26:3-4, Rom. 4:13, Salmo 37). A epístola aos Hebreus assinala que Abraão não recebeu nada, e que os pactos se cumpririam na ressurreição (Heb. 11:39-40) Cremos que a terra literal, restaurada e renovada, é a herança de Abraão e de seus descendentes na fé. Enquanto espera sua herança, jaze no sono da morte, em total inconsciência.(Salmo 146:3-4, Eclesiastes 9:10). Brevemente Literatura sobre este tema: Depois da morte, o quê?, Céu e Inferno: O que ensina a Bíblia?

Voltar ao lugar onde estava


O Reino de Deus

Cremos que Deus estabelecerá seu Reino aqui na terra na volta de Cristo. Será uma restauração do reino de Davi, com Jerusalém como sua capital eterna, em cumprimento do pacto de 2 Samuel 7. Brevemente Literatura sobre este tema: O futuro Reino de Deus; O Reino de Deus, Teu é o Reino.

Voltar ao lugar onde estava


Israel

O povo de Israel, como descendentes de Abraão, sempre terá um lugar nos planos de Deus. Isto não é pela sua justiça ou bom comportamento; pelo contrário, a Bíblia tanto como a história humana os apresentam como povo rebelde (semelhante a todos nós). Mas, Deus se vê comprometido pelo seu pacto eterno para com Abraão de cuidar de seu povo para sempre. Os da fé podem unir-se com este povo e herdar as promessas, mas nunca lhes tirarão o seu lugar. (Rom. 11:1,11,25-29; Jer. 33:25-26)

Voltar ao lugar onde estava


O Baptismo

Nós os Cristadelfianos cremos que o baptismo é um sinal externo de um coração arrependido, de uma pessoa acusada em si mesma da culpabilidade de seus pecados, e desejosa da redenção. Cremos que através do baptismo participamos simbolicamente no sacrifício, a morte e ressurreição de Cristo, e através disso conseguimos o perdão de pecados. Não cremos que o baptismo seja opcional. (marcos 16:15-16; João 3:3-5)

Voltar ao lugar onde estava


Cristo NÃO Morreu no Nosso Lugar

Do nosso conhecimento, todas as demais igrejas Cristãs modernas ensinam que Cristo morreu em vez de nós. Isto é falso: Cristo morreu por nós, e para nós, mas não em vez de nós. Pois se Cristo tivesse morrido em vez de nós, o preço de nosso pecados estaria pago, e não necessitaríamos de perdão de pecados. Imagine o caso dum homem com uma grande dívida, como a nossa para com Deus, pelos nossos pecados. Para que se elimine essa dívida há duas alternativas. Ou alguém pode pagá-la em vez de nós, ou a pessoa a quem deve pode perdoar a dívida. O conceito tradicional é que Jesus pagou a dívida por nós. Mas se este é o caso, Deus não tem que perdoar nada, pois a nossa dívida foi cancelada! Isto é falso, pois a Bíblia é amplamente clara que necessitamos o perdão de pecados constantemente. A morte de Cristo abriu-nos o caminho até Deus; Como diz em Hebreus, com a sua morte rasgou o véu que estava no lugar santíssimo dando livre acesso, não só ao sumo sacerdote, mas sim a todos. E necessitamos desse acesso para comparecer diante do trono de Deus para pedir perdão pelos nossos pecados.

Voltar ao lugar onde estava

{short description of image}

Nós os Cristadelfianos somos uma comunidade mundial de estudantes Bíblicos. Se quiser saber mais acerca de nós e de nas crenças, por favor dê algum tempo para navegar através de planeta.clix.pt/cristadelfianos. Temos aqui já alguma informação acerca de nossas crenças e da verdade contida na Bíblia. Esperamos ampliar o site para que tenha muito mais informação para o seu benefício. Obrigado